19 Set 2018

Sabe o que é realmente importante para a sua marca?

Imagem e Reputação serão as duas peças fundamentais para a consolidação de qualquer marca.

O público em geral e os seguidores em particular procuram uma boa imagem, moderna, interativa e sobretudo atual. Por outro lado, a reputação construi-se antes de mais com a presença online e com a aceitação da imagem.

Podemos dizer que o primeiro impacto é muito importante, é a partir daqui que os potenciais clientes irão criar uma imagem e uma opinião sobre a sua marca e que terá total impacto em futuras decisões de compra ou de serviço. Numa palavra: Reputação.

Por outro lado, a forma como uma marca lida com as objeções (comentários/reclamações) dos seus clientes é tão importante quanto a falta de comentários sobre uma marca. Saber se relacionar, ouvir e dar feedback não pode ser um diferencial, é algo que deve fazer parte do comportamento de uma empresa.

Mas não ficamos apenas por aqui. A imagem que os colaboradores da empresa passam para os potenciais clientes também é de extrema importância. Esta imagem deverá estar totalmente em consonância com a imagem da marca. Podemos dizer que os colaboradores de uma empresa são cada vez mais importantes para a formação da imagem da marca no mercado, principalmente se existe a procura para obter a reputação.

Uma imagem positiva e inspiradora da marca junto aos colaboradores faz deles os embaixadores da empresa. Esses colaboradores atraem potenciais clientes porque, ao se relacionarem directamente com a marca diariamente, tornam-se “especialistas” nos produtos e serviços com os quais estão envolvidos. Assim como, quando a intenção não é vender algo, mas atrair influenciadores, a opinião de quem já está dentro da empresa também conta muito.

Resumindo, se uma empresa ainda não se deu conta da importância da sua imagem, tanto dentro como fora dela, pode não estar a construir com sucesso a sua Reputação e a sua Imagem tal qual a idealizou.

 

>> Websites

>> Ecommerce

>> Gestão de Redes Sociais

Compartilhe
19 Set 2018

Sabe o que é que realmente importa para a sua marca?

Imagem e Reputação serão as duas peças fundamentais para a consolidação de qualquer marca.

O público em geral e os seguidores em particular procuram uma boa imagem, moderna, interativa e sobretudo atual. Por outro lado, a reputação construi-se antes de mais com a presença online e com a aceitação da imagem.

Podemos dizer que o primeiro impacto é muito importante, é a partir daqui que os potenciais clientes irão criar uma imagem e uma opinião sobre a sua marca e que terá total impacto em futuras decisões de compra ou de serviço. Numa palavra: Reputação.

Por outro lado, a forma como uma marca lida com as objeções (comentários/reclamações) dos seus clientes é tão importante quanto a falta de comentários sobre uma marca. Saber se relacionar, ouvir e dar feedback não pode ser um diferencial, é algo que deve fazer parte do comportamento de uma empresa.

Mas não ficamos apenas por aqui. A imagem que os colaboradores da empresa passam para os potenciais clientes também é de extrema importância. Esta imagem deverá estar totalmente em consonância com a imagem da marca. Podemos dizer que os colaboradores de uma empresa são cada vez mais importantes para a formação da imagem da marca no mercado, principalmente se existe a procura para obter a reputação.

Uma imagem positiva e inspiradora da marca junto aos colaboradores faz deles os embaixadores da empresa. Esses colaboradores atraem potenciais clientes porque, ao se relacionarem directamente com a marca diariamente, tornam-se “especialistas” nos produtos e serviços com os quais estão envolvidos. Assim como, quando a intenção não é vender algo, mas atrair influenciadores, a opinião de quem já está dentro da empresa também conta muito.

Resumindo, se uma empresa ainda não se deu conta da importância da sua imagem, tanto dentro como fora dela, pode não estar a construir com sucesso a sua Reputação e a sua Imagem tal qual a idealizou.

 

>> Websites

>> Ecommerce

>> Gestão de Redes Sociais

Compartilhe
04 Set 2018

Será o marketing digital assim tão importante para as empresas? A confirmação em 6 pontos

Muito mais do que levantar o estandarte de que a sua empresa investe em Marketing e está presente online, há factores que comprovam se está realmente a apostar no “cavalo branco”. Verifique:

> Adquiriu audiência qualificada?

> Produziu efeitos imediatos e reais?

> Agora, veja quanto gastou, qual o resultado: investimento mais reduzido comparativamente com o Marketing “tradicional”.

Muitas empresas portuguesas já perceberam qual a importância do Marketing Digital e muitos têm sido os nossos clientes a apostarem em estratégias online.

No entanto, estudos indicam que apesar de reconhecerem os benefícios e os resultados imediatos, muitas empresas ainda não estão a apostar no Marketing Digital, muitas vezes por falta de conhecimentos nesta área das pessoas que ali trabalham.

Por essa razão, vamos hoje mostrar-lhe o que está a perder e o que pode ainda vir a ganhar. Fique connosco e leia até ao fim.

 

O Marketing Digital em 6 pontos

1. Garanta uma forte presença na internet

Pense, quando tem alguma dúvida ou está à procura de alguma coisa em específico, o que é que faz?

Provavelmente a primeira coisa que se lembra é pesquisar no Google, correcto?

E estará com certeza a tomar uma decisão certa, não fosse o Google o maior motor de busca do mundo.

Agora imagine que alguém está a procurar alguma informação sobre algo que a sua empresa vende. E se a sua presença online não estiver verdadeiramente trabalhada para aparecer nas primeiras pesquisar do Google?!? Podemos dizer que a sua empresa deixou de vender um produto ou serviço, isto é, foi ultrapassada por uma empresa concorrente que acabou de ganhar mais um cliente.

Mas não podemos definir a presença online da sua empresa só através de uma pesquisa no Google e nas redes sociais. Um website com um domínio próprio é o mínimo que a sua empresa precisa para ter uma boa presença digital.

Já aconteceu consigo procurar por uma empresa no Google ou nas redes sociais e não encontrar?

Hoje em dia, ter presença digital é fundamental. Um bom investimento em Marketing Digital pode contribuir para que a sua empresa apareça visível e disponível, reduzindo muito o custo de aquisição de clientes.

2. Construa uma audiência qualificada

Quem são os seus clientes? Quais os seus hábitos de consumo, interesses, comportamentos e áreas de negócio? No fundo, como é que se relaciona com a sua audiência?

Outro ponto importante do Marketing Digital para as empresas é o facto de poder construir uma audiência que realmente deseja o seu produto ou serviço e se relacionar com ela até conseguir fidelizá-la.

O Marketing Digital possibilita que atraia as pessoas que realmente estão interessadas e possuam relação com o seu produto ou serviço.

Além disso, pode organizar esses contactos, seja por registo de emails, assinantes de uma newsletter ou até mesmo seguidores nas Redes Sociais. Esta audiência passará a ser um activo fulcral para o sucesso da sua empresa.

3. Comunique à hora certa

No ponto 2. demonstramos a importância da construção da audiência certa. Agora vamos aliá-la à comunicação na hora certa.

Ao contrário do marketing offline, em que muitas vezes é impossível saber exactamente para qual audiência está a falar, o Marketing Digital possibilita um nível de segmentação muito mais preciso do seu público.

É possível ainda criar mais de um público e segmentar a comunicação para cada tipo de audiência, como se fosse uma escala. Com as ferramentas existentes no mercado, tornou-se fácil de gerir este tipo de acções de comunicação com os perfis das pessoas registadas na sua página web ou nas redes sociais.

Desta forma, é viável segmentar comunicações com campanhas promocionais para cada tipo de audiência.

Ao segmentar estas campanhas o público identificar-se-á muito mais com a sua empresa, porque está a oferecer-lhe exactamente aquilo que ele quer e no momento em que precisa. Resultado disso, acções eficientes que produzem resultados efectivos.

Quantas vezes já recebeu no seu email ou no seu feed campanhas de produtos ou serviços que não lhe interessam minimamente? Quantos folhetos retira da sua caixa do correio diariamente que deposita no primeiro caixote de lixo que encontra?

A isto chamamos erros de comunicação: em vez de cativar o cliente, afasta-o (aborrece o cliente), gasta dinheiro em campanhas que produzem efeitos contrários.

4. Esteja à frente da concorrência

Se é certo que a percentagem de empresas que investem fortemente no Marketing Digital ainda é reduzido no nosso país, mais certo se torna que se o fizer já estará em vantagem em relação às empresas concorrentes.

Isso mostra que, se começar a investir hoje, a sua empresa irá diferenciar-se de boa parte dos seus concorrentes.

Outro ponto prende-se com a criação de conteúdos de valor. O que queremos dizer com isto é que o seu público gostar de estar informado. Corrijo…BEM INFORMADO! Conteúdos de valor que elucidam o público nos pontos mais frágeis do seu conhecimento, identificando-se e ajudando-o a resolver algumas questões por si só.

Agora pense, em que empresa confiaria mais: numa empresa com uma boa página de website, um bom blog com conteúdos pertinentes gratuitamente, ou numa sem nada disto?

5. Invista menos

Com as ferramentas disponíveis hoje no mercado, com alto poder de segmentação e com as mais variadas estratégias de optimização do site para os principais motores de busca, podemos assegurar que investir no Marketing Digital tornou-se muito mais barato do que investir noutros tipos de comunicação como publicidade e meios de comunicação social. Veja-se os preços actuais da divulgação em televisão, rádio ou outdoors.

Já o Marketing Digital, embora exija, sim, um mínimo de investimento, pode ser muito mais baixo do que o “marketing offline”. Por essa razão, as grandes empresas estão cada vez a optar por este tipo de estratégias de Marketing.

6. Analise e comprove resultados

Já sabemos que o Marketing Digital permite definir estrategicamente quem é o seu público e quais as campanhas que lhe devemos endereçar. Assim sendo, também nos é possível analisar com a mesma precisão os resultados de todas as nossas acções de Marketing Digital.

Veja o seguinte exemplo:

Um flyer e uma campanha de Email Marketing.

Relativamente ao primeiro caso, consegue saber quantas exemplares produziu e quanto gastou com precisão. Mas conseguirá saber quantos foram entregues, quantos foram realmente lidos e quantos produziram efeitos positivos, nomeadamente vendas efectivas?

Analisemos agora o segundo caso, campanha de Email Marketing. Com as ferramentas existentes hoje em dia no mercado, conseguirá saber com exactidão quantas pessoas abriram o email, quantas clicaram nos links que deverá introduzir nessa comunicação e por fim, quantas efectivaram a compra do produto ou do serviço divulgado nessa mesma campanha de Marketing Digital.

Isto é apenas um pequeno exemplo da grande janela de possibilidades no Marketing Digital (Veja mais Aqui). Poderá saber quantas pessoas visitam o website da sua empresa, quanto tempo ficaram, em que páginas, como saber como está a correr a campanha no Google Adwords ou mesmo o número de pessoas alcançadas nas campanhas de redes sociais.

Concluindo, o mercado tem à disposição uma série de ferramentas de web analytics que ajudam a definir detalhadamente estratégias a adotar e analisar resultados.

Acreditamos que isto é real. O resultado dos nossos clientes é o nosso resultado

Podemos assegurar que o Marketing Digital produz resultados com baixo investimento. Esse é o compromisso que assumimos com os clientes diariamente. O sucesso deles é o nosso próprio sucesso.

Peça-nos já um orçamento. Na Hostinet mais do que serviços, vendemos soluções completas.

 

 

Compartilhe
28 Ago 2018

Vai investir num Blog Profissional? Tenha atenção a estes 5 aspectos

Quer investir num Blog, num Blog verdadeiramente Profissional?

Ficará certamente na dúvida se deverá desenvolvê-lo numa das muitas plataformas online gratuitas, mais em conta (aparentemente), sem grandes conhecimento básicos.

Mas agora pense a longo prazo e responda para si mesmo a estas questões:

O seu blog vai crescer. Quais serão as possibilidades de atualizações permanentes nessas plataformas gratuitas?

Como será trabalhada a segurança do Blog?

Quais as possibilidades de implementar novas ferramentas e funcionalidade (Plugins)?

Já pensou em produzir conteúdos diariamente durante vários anos e, de repente, precisar de recomeçar do zero?

A propósito, serão acautelados backups regulares do seu blog junto dessas plataformas gratuitas? E se essa Plataforma que escolheu deixar simplesmente de operar?

Outro ponto. Digamos que daqui uns meses, por descuido comete um erro e o Blog pura e simplesmente fica offline! OU, ocorreram atualizações no servidor de alojamento do seu blog e agora há uma mensagem de erro gritante no seu Blog. O que fará?

Não acha que o melhor será entregar o seu desenvolvimento a uma empresa especializada como a Hostinet.pt. com equipas que tenham know-how e que possuam expertise na área, que acompanhem tendências, novidades, atualizações…

…que possam responder-lhe a estes 5 aspectos:

1 >> Responsividade – Blog exibido de forma amigável em desktops e dispositivos móveis – tablets e smarphones;
2 >> Leveza – layout pensado de forma estratégica para tornar a navegação o melhor possível;
3 >> Otimização (SEO) – Blog construído de raiz focado numa objectivo preciso, FICAR NA 1º PÁGINA DOS PRINCIPAIS MOTORES DE BUSCA COMO O GOOGLE;
4 >> Plataforma – que responda com sucesso a todas estas questões importantes: bom painel, intuitivo, com boa usabilidade, que facilite bastante a alimentação do blog (conheça a Plataforma Hostinet FX 3.1.);
5 >> Suporte – quando desenvolve o Blog com uma empresa séria como a Hostinet.pt receberá um  projecto que funciona na sua globalidade, sem complicações recebendo formação, instruções, devidamente canalizado para o SEU blog e não qualquer um outro Blog.

Mas se mesmo assim tiver alguma dificuldade, a equipa da Hostinet estará sempre disponível para o ajudar. Por isso afirmamos que não desenvolvemos apenas projectos, oferecemos soluções completas.

Ter apoio profissional por trás de um Blog pode ser a tranquilidade que um Blogger Profissional precisa para estar focado única e exclusivamente em criar conteúdos.

De acordo?

Conheça o nosso trabalho – Portfólio –  e contacte-nos agora mesmo.

Vai ficar surpreendido! Se acredita no seu projecto, pense a longo prazo…como nós!

 

Compartilhe
17 Ago 2018

Blog no site: SIM ou NÃO?

Nós dizemos, SIM, claro!

A esmagadora maioria dos nossos clientes, numa fase inicial, e quando nos começaram a consultar com o objetivo de terem uma presença digital mais profissional, que lhes trouxesse mais e melhores resultados, duvidam do poder que um blog, bem estruturado, representa para uma empresa.

Consideram inclusive que Blogs é para jovens passarem o tempo.

Este artigo vai perceber que todas as vendas no mercado digital, são um resultado de uma (ou várias) campanhas de marketing, bem estruturadas e orientadas para RESULTADOS. Queremos com isto dizer que, o único sitio onde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário. Desta forma, torna-se imprescindível o uso de algumas práticas, sistemas, e mecanismos, que dêem vida a este objetivo.

Posto isto, vamos então perceber qual a importância de um blog num site, e porque é que a maior parte das empresas, “foge” dele a 7 pés!

Ter um blog com bom e actual conteúdo dá trabalho – esta é a parte má.
Significa produzir, ou ter uma empresa que produza, conteúdo de valor com regularidade (no mínimo, uma vez por semana).

Esta produção obriga a pesquisa, debate de ideias, e elaboração de conclusões em formato de notícia para que outras pessoas possam “beber” dessa informação. Escusado será dizer que, para uma empresa centrada nas vendas e na parte financeira, dificilmente achará “simpática” a esta prática e a esta disponibilidade de tempo.

Mas é vital para o sucesso de todas as empresas que se queiram destacar da concorrência com a preciosa ajuda do mercado digital. Se não, vejamos algumas vantagens de ter um blog em condições.

1 – É visto, pela nossa audiência, como um jornal.
Algo de consulta rápida, simples, e animada que pode ser visitada por qualquer pessoa que queira um pouco mais de informação acerca da empresa em questão – e isto é muito positivo!

2 – É mais versátil que um site.
Embora sirva diferentes propósitos, um blog é bem mais fácil de editar e colocar conteúdo do que um site, o que permite a qualquer utilizador poder fazê-lo sem ter que recorrer a uma empresa especialista.

3 – Para além da simplicidade e versatilidade referenciadas no ponto anterior,
permite a introdução de “plugins” que, não só protegem, como permitem um maior desempenho e optimização de toda a estrutura por parte do utilizador. O sistema de gestão de conteúdo que nós recomendamos para instalar no seu blog pela alta performance que tem neste ambiente, é o WordPress.

4 – Indexa na perfeição com todos os motores de busca.
Pela versatilidade e actualizações, quase diárias, é bem visto pelos motores de busca que valorizam todo o dinamismo inerente a uma presença digital. Como todos nós sabemos a internet vive de conteúdo. Logo, todo aquele que for produzido e partilhado será sempre vem vindo.

5 – “Tá na moda!”
Tornou-se claro que as pessoas que começaram a olhar para o mercado digital de uma forma mais séria e, até quem sabe, com o objetivo de aumentarem os seus resultados com a sua ajuda, perceberam a importância que um blog tem neste processo. São cada vez os aficionados desta prática, que dão pelo nome de “bloguers”, que expressam de forma livre, gratuita e genuína o que de melhor tem.

6 – É a peça fundamental de uma estratégia de marketing digital focada na captação de novos contactos. 
Este é provavelmente o ponto mais importante de todos uma vez que, se queremos aumentar os resultados da nossa empresa (sejam eles a que níveis forem), precisamos que mais pessoas estejam envolvidas com o nosso projecto (sejam eles clientes, fãs, ou meros seguidores). Partilhar conteúdo de valor, que ajude uma audiência a encontrar a solução para os seus desafios, é a melhor forma de termos os resultados que queremos na nossa estrutura.

7 – É o investimento mais barato, tendo em conta os inúmeros benefícios, que pode fazer na sua estrutura de comunicação digital. 
Basta um domínio alojado num qualquer plano (>>VEJA OS NOSSOS AQUI<<), se queremos ter, em pouco mais de 1 minuto, um blog com um belíssimo, profissional, e personalizado tema ajustado às necessidades de cada um. E para quem achar que é caro precisa conversar connosco. Vai ficar surpreendido!
Aconselhamos que visite o nosso website em www.hostinet.pt e confira por si só a solução que melhor se ajusta ao seu negócio.

Queremos aproveitar esta partilha para lhe informar que, na compra de qualquer produto hostinet, oferecemos um o Registo de Domínio e o 1º Ano de Alojamento.

Compartilhe
09 Ago 2018

Reconhece a Importância das Redes Sociais nas Empresas

Quando mencionamos a Importância das Redes sociais nas Empresas estamos a agregar diversos fatores e que vamos analisar de seguida.

O aumento da popularidade das redes sociais, principalmente o Facebook e o Instagram, faz com que a interação entre as empresas e o seu público-alvo seja cada vez mais frequente e importante.

Ter presença nas redes sociais significa estar onde o seu público-alvo está!

E, quanto mais visto pelas pessoas que se interessam pelo que oferece, mais rápido o seu negócio vai crescer.

Mas vamos por partes. Para entender melhor o poder das redes sociais, vamos abordar em primeiro lugar sobre os principais elementos que fazem das redes sociais grandes ferramentas para alavancar as vendas de qualquer tipo de empresa.

 

Tráfego de qualidade

As redes sociais são usadas por um grande número de pessoas todos os dias, boa parte desse público entra em no perfil da sua empresa várias vezes ao dia.

Outro fato importante é que esses utilizadores de redes socais passam muitas horas a navegar à procura de entretenimento e informações, o que torna este tipo de tráfego um dos mais qualificados, perdendo apenas para as visitas originadas nos mecanismos de busca, como o Google, por exemplo.

A questão que se coloca é: Quer mais visitantes nas páginas do seu website?

A resposta é simples: Apareça de forma profissional também nas redes sociais.

Construção de autoridade

Uma boa estratégia para alavancar o seu negócio, é produzir conteúdos relevantes para as redes sociais.

Um dos melhores canais para produção de materiais informativos e promocionais é o Facebook e há uma razão para isso. Continua a ser a maior rede social do mundo que permite vários formatos de divulgação: vídeo, texto, imagens, gifs e outro tipo de animações.

O ideal é variar o tipo de conteúdo e avaliar a aceitação do seu público, mas, mesmo que os seus seguidores interajam mais com vídeos, por exemplo, é necessário continuar a apostar em imagens e textos para evitar que os seus conteúdos tornem-se cansativos e também para reforçar que a sua empresa domina o assunto da sua área, é criativo e que tem pessoas na sua equipa a trabalhar permanentemente na divulgação.

Infelizmente isto nem sempre acontece, muitas das vezes é complicado para as empresas ter alguém especializado em marketing digital. Nestes casos aconselhamos sempre a procura por empresas que possam efectuar esse serviço, como a Hostinet.pt.

Conteúdos mal produzidos e mal geridos podem verificar-se como desastrosos e provocar consequências penosas para a empresa.

 

Facilidade de interação com o público

As redes sociais são também um forte canal de interação, este facto deve-se à facilidade em que se pode entrar em contato e ser notificado quando há uma resposta.

Outro fator estimulante para que as pessoas interajam com as empresas é o ambiente descontraído que se transmite, mesmo que virtualmente.

 

Participação do público-alvo

Do mesmo modo que é possível criar uma forte interação com o seu público-alvo, também é fácil promover a sua participação nas publicações da empresa.

Primeiro, é preciso conhecer muito bem o seu público-alvo e entender o que ele espera da sua empresa, o que gosta, o que deseja e quais as soluções que pretende encontrar na internet.

Depois, é só criar conteúdo original e relevante em proporção maior do que a quantidade de publicações promocionais, onde evidencia os produtos e serviços. É importante colocar uma chamada para ação no final da publicação, convidando o visitante a comentar ou a partilhar a publicação.

 

Disseminação de conteúdo

Uma das funcionalidades mais interessantes das redes sociais, principalmente no Facebook, são os avisos sobre “likes” e partilhas dos amigos.

Isso ajuda muito no crescimento das empresas porque espalha as publicações que o público mais interage, divulgando, desta forma, gratuitamente o conteúdo para um número muito maior de pessoas.

 

Vinculação de anúncios

Além de publicar conteúdo gratuitamente, é possível atingir um público muito maior utilizando as ferramentas de publicidade paga.

Com os avanços em termos de publicações patrocinadas, as empresas conseguem direcionar as suas publicações para públicos muito bem segmentos, o que aumenta a probabilidade de realizar leads e vendas.

Os custos para anunciar a sua empresa nas redes sociais, exceto o Linkedin, que é o mais caro, é relativamente baixo e pode-se começar com um investimento de poucos euros por dia.

Em resumo, as vantagens de se usar as redes sociais profissionalmente são muitas. Vale muito a pena investir em conteúdo e materiais promocionais especiais para serem consumidos nesse tipo de divulgação.

Aproveite o potencial destas redes sociais.

Veja como podemos ajudá-lo em https://hostinet.pt/marketing-digital/

Somos especialistas em Gestão de Redes Sociais.

Compartilhe
03 Ago 2018

10 Vantagens da Loja Online como Impulsionadora de Vendas

Para além de estar a crescer a um ritmo galopante, o comércio electrónico oferece ainda diversas vantagens e facilidades para os consumidores e para os empreendedores que se aventuram pelo mercado.

Confira e vai dar-nos razão:

1 – CUSTO

Para além do custo inicial ser menor em relação a uma loja física, atuar no ecommerce permite que tenha um custo operacional igualmente mais baixo. Isso acontece porque, vender através da internet, permite custos igualmente menores.

 

2 – FACILIDADES DE ACESSO

Outra enorme vantagem da Loja Online prende-se com o facto de poder ser visualizado em qualquer parte do mundo por um cliente.

Facilmente o cliente encontra informação através de um clique. Lembre-se que normalmente as vendas fazem-se em pouco minutos, chamando-se compra por impulso.

 

3 – VERIFICAÇÃO DAS MÉTRICAS DE DIVULGAÇÃO

Ao contrário de campanhas de divulgação como outdoors, catálogos, brochuras, folhetos, ou outros, os resultados das campanhas de marketing digital podem ser medidos e estudados.

Através de plataformas como o Google Analytics ou o próprio Facebook Ads, consegue saber quais os anúncios que geraram mais visitas ao seu website, quais convertem mais, quantas pessoas estão a chegar organicamente à loja online, entre outros parâmetros.

Com esta análise seguramente irá vender mais e otimizar resultados, economizando bastante dinheiro com isso, uma vez as que as campanhas terão maior sucesso.

4 – CONFORTO

Desenvolver um negócio através da internet permite igualmente um maior conforto aos empreendedores, podendo este gerir a sua Loja quer através de um escritório, ou através do conforto da sua casa.

Para além disso, conseguirá gerir bases de dados de clientes, encomendas, stocks de produtos, programar promoções, estabelecer vendas cruzadas, num único espaço, na internet.

 

5 – FACILIDADES PARA O CLIENTE

Uma vez que o custo operacional de uma loja online é menor, o empreendedor pode oferecer preços finais mais competitivos ao cliente. Além disso, a loja online trabalha com sistema altamente seguro no que toca às formas de pagamento, transmitindo segurança aos clientes.

(Saiba mais em https://hostinet.pt/loja-online/)

Sendo assim, não é surpresa que cada vez mais portugueses escolham a internet como o seu principal canal de compras.

 

6 – VARIEDADE DE PRODUTOS

Maior variedade de produtos é sinónimo de mais vendas. Facilitado com uma boa organização dos produtos por categorias e sub-categorias (ilimitadas), o cliente poderá, no conforto da sua casa, filtrar o produto que pretende, otimizando tempo.

7 – FACILIDADE PARA ESTUDAR O MERCADO

Através da internet, é muito fácil analisar a concorrência e que tipo de consumidores os procuram. Nesta análise poderá detectar os resultados da concorrência, os produtos mais vendidos, as perguntas mais frequentes entre os consumidores, hábitos, entre outros.

 

8 – PODER DE ALCANCE

O poder de alcance de um negócio físico é, geralmente, municipal ou regional. Sendo assim, podemos concluir que outra grande vantagem das Lojas Online reside no fato de se atingir clientes do país inteiro.

 

9 – PRAZO DE DESENVOLVIMENTO DE UMA LOJA ONLINE

Todas as funcionalidades de uma loja em cerca de 30 dias. Em poucas semanas poderá não só começar a vender como ter o seu negócio verdadeiramente organizado.

Quanto tempo levaria a abrir uma loja física?

 

10 – VENDAS 24 HORAS POR DIA

Uma das grandes vantagens da Loja Online é a ampla disponibilidade. Ao contrário de uma loja física, com horários de abertura e fecho, a Loja Online está disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Assim sendo, podemos dizer que a sua Loja estará sempre aberta, disponível ao cliente, com as campanhas de marketing a sair há hora que quiser.

Reconhece estas 10 grandes vantagens da Loja Online? Então visite-nos no nosso website e peça já um orçamento para a sua Loja >>> Aqui

Compartilhe
04 Jul 2018

Mais um website com a marca da Hostinet

Já está online o novo website da Engidro Engineering Solutions

O cliente pretendia uma nova solução de Website Institucional mais moderno, com design responsivo, adaptável a todos os dispositivos, e área reservada para clientes. Nesta área reservada a Engidro disponibiliza documentos importantes para cada cliente, de forma totalmente personalizada e confidencial.

Quer conhecer as soluções de websites institucionais para o seu sitio?

Conheça o que temos para lhe oferecer Aqui

Consulte ainda o nosso Portfólio

Compartilhe
02 Jul 2018

RGPD – O que mudou e como podemos ajudá-lo

Saiba tudo sobre o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD)!

O que mudou e como podemos ajudá-lo.

Toda a atenção é pouca porque as multas são a doer!

Mas afinal o que muda?

Se representa uma organização, vai ter de conseguir provar que cumpre o regulamento caso a entidade fiscalizadora, que é a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), o aborde para esse efeito. Já enquanto cidadão europeu, passa a ter mais direitos enquanto titular de dados pessoais. Desde logo, só podem ser recolhidos dados seus com o seu consentimento — e mesmo essa autorização é revogável. Em teoria, passa também a haver mais transparência quanto ao tratamento que as empresas dão às suas informações.

Enquanto, até aqui, as empresas que precisavam de recolher e tratar dados tinham de pedir autorização à CNPD, agora o caso muda de figura. Não é precisa autorização, mas existem regras.E é preciso ter-se a capacidade, enquanto organização, de provar que se está em conformidade. Chama-se a isso um modelo de “autorregulação”. Cada companhia tem de ser capaz de identificar os fluxos de dados que existem internamente, quer dos clientes, quer dos funcionários, quer dos fornecedores. Depois, tem de garantir que tem consentimento de todos para recolher, armazenar e usar esses dados. E aqui reside a principal questão e que deve ter em atenção.

Para o efeito, esse consentimento tem de ser expresso. Do género: “Precisamos dos seus dados para este fim específico. Vamos usá-los durante este período de tempo. Autoriza? Sim ou não?”. Ou seja, deixa de ser legal a via seguida por muitos até aqui, que era a de partir do pressuposto de que há consentimento, ou facilitar este processo. Deixam também de ser legais aquelas indicações de que “se está a usar o nosso site, é porque aceita que nós usemos os seus dados”, ou outras coisas do género. Agora, tem de haver um mecanismo mais apertado. Algo como “Podemos usar os seus dados? Sim? Não?”. E tem de ser o utilizador a marcar a caixa do “sim” e a dar, de forma efetiva e expressa, esse mesmo consentimento.

Depois, as empresas também devem garantir formas de encriptação dos dados no processo de armazenamento, para aumentar o nível de segurança, e adaptar os seus sistemas internos para que tudo esteja em conformidade.

Outro dado fundamental é de algumas empresas estarem a partir de agora obrigadas a ter uma pessoa responsável pela proteção de dados. Essa figura chama-se “Encarregado de Proteção de Dados”, ou DPO (de Data Protection Officer), que pode ser nomeado internamente ou contratado. Deverá ser alguém capaz de entender a parte legal do regulamento e a parte técnica que o mesmo envolve. Além de ter a missão de garantir a conformidade no seio da empresa, deve ter espaço para escalar até à administração os problemas que vier a identificar, sugerindo formas de os resolver e envolvendo-se também na sua resolução.

Saiba ainda que as empresas são obrigadas a reportar brechas e falhas de segurança que comprometam os dados. Basta perder uma pen drive ou um computador da empresa para que esta fique obrigada a informar a CNPD desse facto.

Importa ainda perceber que estão abrangidas todas as organizações públicas e privadas. Até um simples blogue é obrigado a estar em conformidade com o novo regulamento, pois pode guardar dados dos leitores que acedem, comentam, e por aí em diante.

O melhor é estar preparado para evitar multas.

Contacte-nos, nós ajudamo-lo a preparar as suas ferramentas de marketing digital de acordo com o novo regulamento.

Ajustamos todas as ferramentas: websites institucionaislojas onlineblogsnewsletteremail-marketing.

Compartilhe
26 Nov 2017

Black Friday – A verdade nua e crua

Este fim de semana celebra-se, um pouco por todo o mundo, um evento denominado Black Friday, ou Sexta-feira Negra (traduzido).

 

Para os mais curiosos, este evento teve o seu pontapé de saída no inicio dos anos 90, e é comemorado na sexta feira a seguir ao dia de acção de graças que se celebra na 4ª quinta-feira do mês de Novembro, também nos Estados Unidos da América.

O grande objetivo é proporcionar um momento único de compra a preços arrebatadores que, de outra forma, eram quase impossíveis de se conseguirem. Para que isso aconteça na perfeição, existem acordos celebrados com todos os fornecedores das empresas, de maneira a que, entre as duas partes, se consigam “ratar” as margens de lucro, de maneira a premiar da melhor forma o consumidor final.

 

Tendo uma forte expressão no mercado tradicional, com especial foco para artigos de valor mais elevado, como tecnologia e informática (por exemplo), começou a ganhar terreno, e grande adesão, no mercado digital, com algumas empresas dentro da prestação de serviços a iniciarem as suas “Black Fridays”.

Compartilhe

© 2018 HOSTINET.PT - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Clica-me